+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Os agricultores unem-se para que o cava chame-se de Almendralejo

Três produtoras das cinco que há e dois organizações agrárias votam a favor

 

Assistentes à assembleia informativa celebrada em {Cajalmendralejo} para falar sobre/em relação a o cava extremenho. - R.C.

RODRIGO CABEZAS prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com ALMENDRALEJO
21/11/2019

Os agricultores e produtores de uva para cava criarão nas próximas semanas uma associação que terá como primeira missão proteger o nome Cava de Almendralejo diante da proposta do Conselho Regulador da Denominação de Origem Cava de que os espumosos com categoria premiun tenham uma denominação específica.

Assim se referendou numa assembleia informativa celebrada em Cajalmendralejo com mais de um centena de participantes, a maiorias agricultores, embora também tinha representantes de coletivos como a coordenadora empresarial (Ceal) ou os comerciantes do centro (Asemce).

A assembleia esteve promovida pelas dois organizações que defendem os interesses dos agricultores em relação ao cava como são Apag Extremadura Asaja e UPA-UCE, para além da Comunidade de Lavradores.

As organizações agrárias informaram de que o resto de vinhos espumantes espanhóis não terão que ter uma denominação específica, enquanto os premium têm que decidir entre chamar-se Cava de Almendralejo ou da Extremadura. Segundo o exposto, três elaboradoras de cava (Romale, Adegas Marcelino Díaz e Montado de Em cima, que terá o seu primeiro cava no mercado em 2020) e as duas organizações agrárias estão a favor de chamarlo Cava de Almendralejo. As outras duas produtoras, Via da Prata e López Morena, preferem, segundo tem podido saber este jornal, a segunda opção.

Santiago Prieto, da Comunidade de Lavradores, indicou que agora estão à espera de que a Junta lhes convoque para conhecer o relatório solicitado a Extremadura Avante (não é vinculativa mas orientativo) para conhecer sua opinião sobre/em relação a que nome seria o mais apropriado. {Recordar} que a Junta, através de um funcionário, é a única representação regional que há no Conselho Regulador da DO Cava, embora só tem voz.

argumentos a favor / Alfonso Martínez, de UPA-UCE, refletiu sobre/em relação a a idoneidade de chamarlo Cava de Almendralejo e precisou: «Os agricultores estamos lutando desde há tempo com o cava. Antes só produzíamos} e obedecíamos as indicações que vinham desde Catalunha. Se agora temos a mais mínima possibilidade de decidir, embora só seja nesta denominação de vinhos espumantes espanhóis premium, depois de tantos anos unidos e lutando, o mais justo é que se chama Cava de Almendralejo».

Além disso recordou e salientou que «as terras são de aqui, de Almendralejo, e chamarlo assim reforça e justifica todas os investimentos feitas pelos agricultores».

Produtores e agricultores mantiveram vários encontros com a Junta e, a todo o momento, a maioria lhes fizeram saber que o ideal é chamarlo Cava de Almendralejo,

À assembleia informativa também foi e falou Marcelino Díaz, um dos precursores do cava na região junto a Aniceto Mesías e Pablo Juárez.